terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

PROCURE UM DETETIVE!

Esqueça a imagem dos detetives particulares criada pelos filmes, de chapéu e golas levantadas perseguindo criminosos pelas ruas. O trabalho deles vai muito além disso - casos de infidelidade conjugal, fraude corporativa e prevenção de perdas são os mais comuns. Conheça alguns dos truques dos detetives nesta lista adaptada do site Mental Floss.
1

Eles trabalham disfarçados.
Detetives particulares são contratados para desvendar muitos casos de fraudes corporativas. Para observar de perto o que está acontecendo, eles vão trabalhar disfarçados dentro da empresa, como em um hospital que suspeita de desvio de medicamentos controlados, em varejistas com problemas de estoque ou mesmo na área administrativa, onde um perito pode se passar por contador para ter acesso a documentos contábeis.

2

Eles investigam namoros na internet.
A crescente onda de namoros online ampliou a área de atuação dos detetives particulares. Na maioria das vezes, uma das partes envolvidas no romance a contratação de um detetive para saber se a outra pessoa é realmente quem diz ser. Há casos de golpes que começam como um simples namoro e, aos poucos, o malandro começa a pedir dinheiro até desaparecer.

3

Eles fazem xixi em garrafas.
Uma parte importante no trabalho dos detetives é a vigilância. Isso significa passar horas escondido dentro de um carro à espera de alguma movimentação dos investigados. Detetives experientes lembram que é preciso ir ao banheiro antes da vigilância, mas que é importante levar uma garrafinha para emergências. Já se a emergência for para o número 2, não tem truque - o jeito é abandonar o posto.

4

Eles vasculham o lixo.
Apesar da grande quantidade de informações disponíveis online e em registros públicos, muitas vezes o melhor recurso de um detetive particular é o saco de lixo. Eles partem do princípio que se alguém jogou fora, não há problema em pegar. Já houve um caso de custódia de criança que foi resolvido graças a evidências do uso de drogas encontradas no lixo.


5

Eles criam contas falsas no Facebook.
A melhor forma de ter acesso às informações de alguém numa rede social é ser "amigo" dessa pessoa. Mas como dificilmente alguém aceitaria a amizade de um detetive particular, eles têm o costume de criar perfis falsos e assim tentar o contato. Uma dica: muitos caras gostam de loiras, outros de ruivas.

6

Eles sabem quanto dinheiro você tem.
O lixo também é uma boa fonte de informações financeiras, através de extratos bancários e outros documentos jogados fora. Conhecer a condição financeira de alguém pode ser bastante útil para os advogados em um processo de divórcio, por exemplo.

7

Eles são contratados para investigar o sobrenatural
Há clientes para todos os gostos, e até aqueles que confundem a função do detetive com a de caça-fantasmas. Não é raro serem contratados para investigar uma suposta casa assombrada.

8

Eles consideram as redes sociais como um banco de dados gigante
Ter um perfil em uma rede social é um mau negócio para quem não quer ser xeretado por detetives. Elas são uma mina de ouro de informações, já que as pessoas gostam de documentar toda a sua vida. Já houve casos de gente afastada do trabalho por doença aparecer se divertindo em fotos nas redes. E lembre-se que mesmo que você exclua suas informações, alguma coisa sempre será recuperável.

9

Eles se revezam em perseguições
Um truque dos detetives particulares que precisam perseguir veículos é usar dois carros. Dificilmente o alvo vai notar que está sendo seguido por carros diferentes.

10

Às vezes, eles dizem não
Acontece de um detetive ser contratado para um trabalho sem conhecer a história completa, como a do cliente que ligou para o detetive pedindo que ele vigiasse sua casa naquela noite, alegando que estava em viagem e sua filha havia ficado sozinha. O cliente telefonou a cada 10 minutos durante a vigilância para saber o que estava acontecendo, até que o detetive descobriu que se tratava de um ex-marido ciumento querendo saber o que a ex-esposa fazia com o novo namorado. O detetive pulou fora do caso.
11

Eles têm informantes
Zeladores e porteiros, por exemplos, são ótimas formas de obter informações sobre um morador de um prédio. Tudo depende da lábia do detetive de conseguir fazer com que eles falem um pouco mais que o permitido.

12

Eles se escondem

Alguns detetives são realmente secretos, e não contam para as pessoas em volta sua verdadeira função. Eles evitam estereótipos de roupas e atitudes, procurando sempre manter a discrição. Aí do seu lado, por exemplo, pode ter um detetive particular bem disfarçado.